Arquidiocese do Rio de Janeiro

32º 22º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 11/12/2018

11 de Dezembro de 2018

Arquidiocese do Rio cria novo vicariato para irmandades, confrarias, ordens terceiras e devoções

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

11 de Dezembro de 2018

Arquidiocese do Rio cria novo vicariato para irmandades, confrarias, ordens terceiras e devoções

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

03/08/2018 11:15 - Atualizado em 03/08/2018 21:23
Por: Carlos Moioli / Priscila Xavier

Arquidiocese do Rio cria novo vicariato para irmandades, confrarias, ordens terceiras e devoções 0

temp_titleNovo_vicariato_para_irmandades_1_03082018211740

O arcebispo do Rio de Janeiro, Cardeal Orani João Tempesta, criou, no dia 28 de julho, o Vicariato Episcopal para as Associações Públicas de Fiéis Ditas Irmandades, Confrarias, Ordens Terceiras e Devoções. A instalação do vicariato não territorial e a posse do vigário episcopal, padre Valtemário Silva Frazão Júnior, que também é pároco da Basílica Menor Nossa Senhora de Lourdes, em Vila Isabel, aconteceu durante celebração eucarística realizada na Paróquia Nossa Senhora da Candelária, no Centro.

No início da celebração, o chanceler da Cúria Metropolitana, também pároco local, monsenhor Helio Pacheco Filho, fez as leituras dos decretos de criação do novo vicariato e de nomeação do primeiro vigário episcopal. Também leu o decreto de nomeação da equipe de assessores do novo vicariato, formada pelos padres André Sampaio de Oliveira, Claudio dos Santos Fernandes, Jorge André Pimentel Gouvêa, Jorge Emílio Lutz Mazzini, José Edilson de Lima, Thiago Bartoli Gonçalves da Rocha e pelos advogados Claudine Milione Dutra e Washington Luis de Oliveira Júnior.

Na homilia, o Cardeal Orani explicou que a criação do vicariato é um cuidado da Igreja, que busca estar mais próxima à missão do leigo na sociedade. “Depois de vários momentos e trabalhos realizados com êxito pelas associações de fiéis, decidimos, após consultar os bispos auxiliares e o governo diocesano, criar um vicariato especial para as irmandades. Esse é um cuidado da Igreja, para que possamos ajudar e estar próximos na missão”, esclareceu.

Ainda segundo Dom Orani, todos são chamados, pelo batismo, a caminharem juntos, de maneira especial, neste ano dedicado aos leigos. “Que nesse tempo de novas mudanças, possamos viver essa ação evangelizadora, anunciando o Evangelho a toda criatura, em todos os grupos, pastorais e movimentos. Todos nós, batizados, somos chamados a estarmos unidos nesta mesma preocupação, para assim sermos Igreja em saída, especialmente, neste Ano do Laicato, sendo leigos e leigas que anunciam o Reino de Deus, com seu testemunho de sal da terra e luz do mundo”, concluiu.

Primeiro vigário episcopal do vicariato, padre Valtemário Frazão destacou, durante o discurso de posse, que “a criação do vicariato exalta e reconhece o valor dessas associações públicas de fiéis para a vida da Igreja Arquidiocesana. Nestes anos pós Concílio Vaticano II, em que tanto se fala do protagonismo do laicato na vida e atividade da Igreja, é preciso reconhecer que estas associações públicas de fiéis se destacam pelo seu protagonismo religioso e social em terras brasileiras, desde o século XVI. Em momentos críticos de nossa história religiosa, quando o número de sacerdotes era gravemente reduzido, foram exatamente elas que promoveram o exercício da caridade, fomentaram as devoções, incrementaram o culto público e construíram templos”, afirmou.

Ele também ressaltou a necessidade de somar forças para, dessa forma, dar um autêntico testemunho cristão. “De minha parte, como primeiro vigário, que agora assumo com o coração cheio de boa vontade e entusiasmo, quero estar próximo tanto das associações quanto dos seus respectivos capelães. Quero a todos visitar, seja informalmente, seja formalmente através das visitas canônicas, que já iniciamos, contando com o auxílio dos padres assessores deste vicariato. Quero conhecer cada realidade em todo o seu universo positivo, mas também suas dificuldades e necessidades, auxiliando naquilo que for possível, a fim de que, somando forças, possamos juntos dar o autêntico testemunho cristão, rumo à cristificação do mundo”, finalizou.

No final da celebração, o vice-provedor da Irmandade do Santíssimo Sacramento da Candelária, Rodrigo Gastalho, salientou a importância de partilhar experiências, bem como a renovação de membros das associações. “Ficou claro que teremos de unir forças e compartilhar as lições aprendidas em nossos trabalhos, as boas práticas de gestão e novos modelos de controle nos processos internos, seja financeiros ou administrativos. Precisamos pensar juntos no grande desafio da renovação dos membros da irmandade, para que possamos trazer novos irmãos, fiéis, comprometidos, disponíveis, éticos e católicos, para esse trabalho de serviço voluntário que exige dedicação quase integral”, relatou.

temp_titleNovo_vicariato_para_irmandades_03082018212203

temp_titleNovo_vicariato_para_irmandades_2_03082018212159

temp_titleNovo_vicariato_para_irmandades_4_03082018211744

Fotos: Carlos Moioli

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.