Arquidiocese do Rio de Janeiro

31º 21º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 15/06/2019

15 de Junho de 2019

Trezena de São Sebastião tem início no Rio e recorda Ano Vocacional Sacerdotal

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

15 de Junho de 2019

Trezena de São Sebastião tem início no Rio e recorda Ano Vocacional Sacerdotal

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

07/01/2019 14:32 - Atualizado em 07/01/2019 14:33
Por: Priscila Xavier

Trezena de São Sebastião tem início no Rio e recorda Ano Vocacional Sacerdotal 0

No mês de janeiro, a Arquidiocese do Rio se prepara para celebrar o padroeiro da cidade, São Sebastião, exemplo de fé e amor a Deus. Para isso, todos os fiéis são convidados a participarem da tradicional trezena, que teve início nesta segunda-feira, dia 7, e culminará no dia 19 de janeiro – véspera da festa dedicada ao mártir.

Em 2019, a Igreja do Rio vivencia o Ano Vocacional Sacerdotal. Dessa forma, o primeiro local a ser visitado nesta 10ª edição da trezena, cujo tema é “São Sebastião, vocacionado pelo Amor”, foi à Casa do Padre Cardeal Câmara, no Rio Comprido, que acolhe os sacerdotes idosos.

De acordo com o arcebispo, o local foi escolhido para dar início à trezena devido ao testemunho de perseverança dos sacerdotes. "Aqui residem alguns sacerdotes que também atuam na arquidiocese, mas há também aqueles que já são idosos e/ou enfermos, os quais nos dão um exemplo de perseverança e doação de vida. Pedimos a Deus para que esses testemunhos façam as pessoas sentirem o desejo pela vida religiosa", intercedeu.

No início da celebração, o reitor da casa, cônego Pedro Nunes de Almeida afirmou: "acolhemos, com grande satisfação, essa procissão de entrada,  dando início a esses dias tão festivos de oração, invocando a paz e a proteção divina para nossa cidade", disse, dando as boas vindas ao cardeal e à comitiva que acompanha a imagem peregrina.

Na homilia, Dom Orani destacou a importância de cada cristão ser sinal de conversão. "Diante de um mundo que não conhece o Senhor e, por não conhecer, não o escuta, somos chamados a colocarmos em prática a Sua Palavra, sendo aqueles que chamam os demais a conversão", sublinhou.

Ainda segundo ele, a trezena é uma missão popular na cidade. "Durante treze dias, visitamos igrejas, capelas, comunidades, hospitais, abrigos, departamentos governamentais. A trezena é uma missão popular, atingimos os mais diversos setores. É um momento de manifestação da fé. O Rio tem o exemplo de um homem de Deus, que tudo abdicou por ser cristão, não temendo nem mesmo o martírio. Dessa forma, somos chamados a viver a nossa vocação, rezando, também, pelos sacerdotes e pelos seminaristas que se preparam para receber o sacramento", concluiu.

No fim da celebração, o bispo auxiliar Dom Roque Costa Souza frisou a necessidade da resposta de cada fiel a Deus. "Percebemos o chamado que Deus faz na vida de cada um e a resposta que Ele aguarda é o nosso 'sim' que não mede consequências, tal como o 'sim' de Maria e São José. Deus exige uma resposta e ela se emoldará dentro de nosso dia-a-dia. São Sebastião serviu aos irmãos e entregou sua vida pela causa da Igreja e do Evangelho, não temendo diante daqueles que eram seus algozes. O 'sim' dele foi fortalecido pela graça de Deus. Dessa forma, não precisamos temer, porque o Senhor nos concede a graça de perseverarmos até o fim", completou.

 

Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.