Arquidiocese do Rio de Janeiro

22º 18º

Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, 04/08/2021

04 de Agosto de 2021

Paróquia Bom Jesus, em Manguariba, com novo espaço celebrativo

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do e-mail.
E-mail enviado com sucesso.

04 de Agosto de 2021

Paróquia Bom Jesus, em Manguariba, com novo espaço celebrativo

Se você encontrou erro neste texto ou nesta página, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente a ArqRio.

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do erro.
Erro relatado com sucesso, obrigado.

21/06/2021 21:48
Por: Redação

Paróquia Bom Jesus, em Manguariba, com novo espaço celebrativo 0

Uma missa em ação de graças, dentro da novena de Pentecostes, presidida pelo arcebispo do Rio de Janeiro, Cardeal Orani João Tempesta, no dia 21 de maio, marcou a dedicação da igreja e a consagração ao altar da Paróquia Bom Jesus, em Manguariba, no bairro de Paciência, na zona oeste da cidade. 

“A construção de uma igreja, de um lugar visível, é para o encontro com Cristo e com os irmãos. Chamamos igreja porque tem um povo que caminha na fé, o povo de Deus. Nela, louvamos o Senhor, escutamos a Palavra, alimentamo-nos da Eucaristia, recebemos os sacramentos”, explicou o arcebispo, lembrando que o padre Élson Ferreira do Nascimento, hoje na eternidade, foi quem sugeriu a criação da paróquia, erigida no dia 12 de dezembro de 2012, e nomeado como seu primeiro pároco.

“Consagramos a igreja para que o povo reunido possa celebrar, e por isso, é um local sagrado. A vida é sagrada, e por receber o Batismo e a Crisma, somos templos do Espírito Santo. Também consagramos o altar com o óleo do Crisma, que significa o próprio Cristo, o ungido por excelência, que o encontramos na Eucaristia”, destacou o  arcebispo.

Entre os padres concelebrantes, o pároco, padre Walace Evangelista do Prado, o vigário paroquial, padre Ronaldo Fernandes, e o vigário episcopal do Vicariato Santa Cruz, padre Rodrigo Vieira.

 

Reforma do espaço celebrativo

A reforma da igreja, segundo padre Walace, ordenado sacerdote no dia 8 de dezembro de 2018, começou a partir de sua posse, que ocorreu no dia 5 de julho de 2020, no mesmo dia em que a Arquidiocese do Rio permitiu a reabertura das paróquias, que tinham sido fechadas aos fiéis em vista da pandemia.

“Quando cheguei, já havia o sonho de trocar o piso, mas animei a comunidade paroquial para reformar também o presbitério. Mesmo com a pandemia, organizamos várias campanhas, e com o esforço dos fiéis, conseguimos nosso objetivo. Junto com a dedicação da igreja e a consagração do altar, Dom Orani abençoou também os novos espaços celebrativos: o ambão, a pia batismal, a cátedra e a cruz do presbitério”, disse o pároco.

 

Beata Elena Guerra

Ao consagrar o altar, Dom Orani introduziu nele, seguindo a bela tradição da Igreja, a relíquia da Beata Elena Guerra, uma religiosa italiana que nasceu em Lucca, no dia 23 de junho de 1835.

“Tenho divulgado que a Beata Elena Guerra adotou a nossa comunidade paroquial para que nós também pudéssemos continuar a sua missão, de fazer com que o Espírito Santo seja mais conhecido e amado no bairro de Manguariba. Ao ser beatificada em 1959, o Papa São João XXIII a definiu como Apóstola do Espírito Santo dos tempos modernos. Ela, que foi uma grande precursora dos movimentos carismáticos, nasceu e viveu para fazer com que o Espírito Santo seja mais conhecido e amado na Igreja”, partilhou padre Walace.

Carlos Moioli



Leia os comentários

Deixe seu comentário

Resposta ao comentário de:

Enviando...
Por favor, preencha os campos adequadamente.
Ocorreu um erro no envio do comentário.
Comentário enviado para aprovação.